Criação da abertura de Game of Thrones

Sö faltou inserir a Casa Brambilla…. hehehheh

Via Portal Making OF

Criada pelo estúdio Elastic e com direção de Angus Wall, a abertura de Game of Thrones levou 2 anos para ficar pronta e contou com a ajuda de 25 profissionais envolvidos no projeto. A abertura da série chegou a faturar o prêmio de melhor abertura no Creative Arts Emmy Awards em 2011. De acordo com os criadores, a maior inspiração para a abertura de Game of Thrones foi Leonardo da Vinci.

A ideia era mostrar os principais locais de Westeros em uma grande engrenagem. No plano original, um corvo iria voar de Porto Real até Winterfell, mas a ideia foi adaptada para exibir mapas, que ajudariam o telespectador a se localizar dentro do universo da série.

Recentemente, o estúdio Elastic liberou algumas imagens do projeto:

Abaixo, o resultado.

Anúncios

O ÚLTIMO SUSPIRO

Aprendemos com o cinema que as últimas palavras, o último suspiro, são sempre muito reveladores.

Há 43 anos era lançado Abbey Road, o último disco gravado pelos Beatles antes de sua separação. Após uma fase turbulenta de muitos desentendimentos, eles voltaram aos estúdios Abbey Road. O produtor George Martin, ao ser convocado para produzir o disco avisou que só aceitaria se tudo fosse feito como nos velhos tempos. Sem intrigas, sem experimentalismos desnecessários.

Assistir algumas filmagens das gravações deste disco são de emocionar. Sorrisos surgem naturalmente enquanto eles tocam. São 4 amigos novamente se divertindo fazendo música! Canções eram compostas no estúdio de forma simples e inspiradora. Ali nasceram algumas das canções mais emblemáticas dos Beatles como. Come Together, Here Comes The Sun, Something e Oh, Darling.

Reza a lenda que a última música gravada para o disco, e consequentemente a última música gravada pelos Beatles, foi The End. Ao ser finalizada, houve um silêncio por todo o estúdio, como se os presentes ali soubessem o que aquilo realmente representava.

Um ano depois os Beatles decretam o fim da banda. John Lennon declara que o sonho acabou e é lançado Let It Be, disco com canções gravadas antes de Abbey Road que estavam arquivadas.

Só mais um detalhe: A última frase de The End, a última música do último disco dos Beatles diz o seguinte:

“And in the end, the love you take is equal to the love you make.” Traduzindo:

No fim, o amor que você recebe é igual ao amor que você proporciona.

O que impressiona não é o fato de este disco ainda ser ouvido 43 anos depois de seu lançamento.

Mas sim sua mensagem ainda ser tão necessária.

Paulo Argollo é redator na Brambilla Comunicação, músico, escritor, blogueiro, apreciador de cervejas artesanais, fã do bom e velho Rock n’ Roll e vez ou outra tira o sarro em alguns podcasts.

http://consoantedissonante.blogspot.com.br/

http://www.myspace.com/vitrolavil

http://www.myspace.com/paulomopho

Designer polonês cria pinturas de Senna, Fangio e Schumacher.

Piotr Buczkowski se autodenomina um “amante de criação de imagens”. Além disso, ele é fã de Fórmula 1. O designer polonês uniu as duas paixões e criou retratos dos pilotos que ele mais admira na modalidade: Juan Manuel Fangio, Ayrton Senna e Michael Schumacher.

“Esse é o meu tributo aos pilotos de F1. Todos os retratos foram pintados digitalmente no PhotoShop”, explicou Buczkowski, via Facebook. As imagens do trio pode ser encontrada no site da empresa do artista, Heroes Design (http://heroesdesign.com/), ou no perfil dele no Facebook (http://www.facebook.com/heroesdesign).

Só faltou a do Rubinho?

Fonte UOL. Mais sobre o trabalho do designer, vai lá: http://heroesdesign.com/