Criação da abertura de Game of Thrones

Sö faltou inserir a Casa Brambilla…. hehehheh

Via Portal Making OF

Criada pelo estúdio Elastic e com direção de Angus Wall, a abertura de Game of Thrones levou 2 anos para ficar pronta e contou com a ajuda de 25 profissionais envolvidos no projeto. A abertura da série chegou a faturar o prêmio de melhor abertura no Creative Arts Emmy Awards em 2011. De acordo com os criadores, a maior inspiração para a abertura de Game of Thrones foi Leonardo da Vinci.

A ideia era mostrar os principais locais de Westeros em uma grande engrenagem. No plano original, um corvo iria voar de Porto Real até Winterfell, mas a ideia foi adaptada para exibir mapas, que ajudariam o telespectador a se localizar dentro do universo da série.

Recentemente, o estúdio Elastic liberou algumas imagens do projeto:

Abaixo, o resultado.

Anúncios

Ásia by Bike: faltam 5 dias para viagem. Pedala Aurélio!


rebobike-e-ararauna

Bom dia pessoal, notícia bacana e inspiradora logo pela manhã!

Faltam apenas 5 dias para a viagem do nosso cliente e parceiro Aurélio Magalhães. Vem coisa muito legal por ai, acompanhem o blog.

Obrigado Aurélio por levar nossa bandeira pelo mundo. É contagiante ver nosso trabalho fazendo parte deste projeto sensaciona! #asiabybike #PedalaAurelio

 

fotos do projeto Noruega by Bike

img_1717@216


img_3804@216

Jordan 50th

O monstro, insuperável, recordista, mito, Michael Jordan completa hoje 50 anos.

O homem que pairava no ar, maior recordista da NBA e considerado o maior de todos os tempos. Exemplo de atleta e empresário, que fatura mesmo após se aposentar das quadras há 10 anos, fatura 80 milhões de dólares por ano.

michael jordan copy url copy

O ÚLTIMO SUSPIRO

Aprendemos com o cinema que as últimas palavras, o último suspiro, são sempre muito reveladores.

Há 43 anos era lançado Abbey Road, o último disco gravado pelos Beatles antes de sua separação. Após uma fase turbulenta de muitos desentendimentos, eles voltaram aos estúdios Abbey Road. O produtor George Martin, ao ser convocado para produzir o disco avisou que só aceitaria se tudo fosse feito como nos velhos tempos. Sem intrigas, sem experimentalismos desnecessários.

Assistir algumas filmagens das gravações deste disco são de emocionar. Sorrisos surgem naturalmente enquanto eles tocam. São 4 amigos novamente se divertindo fazendo música! Canções eram compostas no estúdio de forma simples e inspiradora. Ali nasceram algumas das canções mais emblemáticas dos Beatles como. Come Together, Here Comes The Sun, Something e Oh, Darling.

Reza a lenda que a última música gravada para o disco, e consequentemente a última música gravada pelos Beatles, foi The End. Ao ser finalizada, houve um silêncio por todo o estúdio, como se os presentes ali soubessem o que aquilo realmente representava.

Um ano depois os Beatles decretam o fim da banda. John Lennon declara que o sonho acabou e é lançado Let It Be, disco com canções gravadas antes de Abbey Road que estavam arquivadas.

Só mais um detalhe: A última frase de The End, a última música do último disco dos Beatles diz o seguinte:

“And in the end, the love you take is equal to the love you make.” Traduzindo:

No fim, o amor que você recebe é igual ao amor que você proporciona.

O que impressiona não é o fato de este disco ainda ser ouvido 43 anos depois de seu lançamento.

Mas sim sua mensagem ainda ser tão necessária.

Paulo Argollo é redator na Brambilla Comunicação, músico, escritor, blogueiro, apreciador de cervejas artesanais, fã do bom e velho Rock n’ Roll e vez ou outra tira o sarro em alguns podcasts.

http://consoantedissonante.blogspot.com.br/

http://www.myspace.com/vitrolavil

http://www.myspace.com/paulomopho

Um mostro, leve como borboleta. Muhammad Ali é a estrela da coleção Luis Vuitton.

“Voe como uma borboleta e ferroe como uma abelha”.

Em 2011, quando nos inspiramos em Muhammad Ali para criar nosso portfolio de 2012 nem imaginávamos que ele seria tema do conceito da nova campanha da Louis Vuitton.

Certamente, se você conhece, muito ou pouco de sua história, vai se apaixonar e entender nossas escolhas e claro, se apaixonar ainda mais pela campanha desta grife clássica e comportada, mas que agora mostra um pouco mais de personalidade.

A marca revelou uma homenagem em que Yasiin Bey – aquele que um dia conhecemos como Mos Def – reinterpreta o poema que Ali declamou antes da luta do século, contra George Foreman, em 1974. Enquanto isso, no vídeo, o caligrafista Niels Shoe Meulma escreve no ringue.

O site da campanha reúne outras célebres citações de Muhammad Ali.

A Louis Vuitton passou o último século promovendo a arte de viajar, sempre capturando esse espírito através de personalidades diversas. Dessa vez, porém, a marca se aprofunda na vida inspiradora de Ali para concluir que uma jornada única vai muito além do destino.